Região tem planos de contingência para Covid19

(em actualização)

 

O novo coronavírus com origem na China, também conhecido por Covid 19, é uma preocupação mundial. Portugal já regista 35 casos confirmados de infecção, um dos quais envolve um homem de 37 anos residente em Alverca, que terá sido infectado

 

numa viagem recente que fez a Espanha. Este homem está internado no Hospital Curry Cabral (Lisboa) e a sua família mais próxima está a cumprir um prazo de isolamento preventivo. Na região, autarquias, escolas, empresas, instituições e serviços de saúde já divulgaram planos de contingência para o eventual agravamento da situação. Como

 

já se esperava, a epidemia do Covid 19 chegou ao território português, para já com uma maior incidência na região Norte do país e nos concelhos de Felgueiras e Lousada, num foco que terá origem em viagens a Itália. Na região ribatejana, um homem de 37 anos residente em Alverca foi um dos primeiros casos de contaminação

 

conhecidos. Está internado no Hospital Curry Cabral, a gravidade da infecção é “ligeira”, de acordo com a Direcção-Geral de Saúde (DGS), que atribui a sua contaminação uma viagem recente que fez a Espanha. Nesta altura, a DGS identifica seis pessoas infectadas na Região de Lisboa e Vale do Tejo, incluindo duas

 

professoras. A DGS insiste que qualquer pessoa que revele sintomas de febre, tosse, dificuldades respiratórias e dores no corpo (semelhantes a uma gripe) deve contactar a Linha Saúde 24 (808 24 24 24), que lhe dará orientações de acordo com os critérios de prevenção definidos. Por isso, a DGS alerta que pessoas com estes sintomas não

 

deverão dirigir-se por sua iniciativa a uma urgência hospitalar, sem contactar primeiro a Linha Saúde 24. De qualquer forma, o Voz Ribatejana sabe que pelo menos uma pessoa dirigiu-se, na semana passada, à Urgência do Hospital de Vila Franca, onde referiu que tinha alguns sintomas que poderiam configurar um caso de infecção com

 

Covid 19. Foram tomadas todas as medidas previstas no plano de contingência, o doente foi colocado numa sala de isolamento no interior dos serviços e foi-lhe fornecida uma máscara respiratória. Depois de alguns contactos com a Linha Saúde 24 concluiu-se que os sintomas não apontavam para o Covid 19 e teve alta hospitalar. “O Hospital

 

Vila Franca de Xira está articulado com o Ministério da Saúde e entidades competentes como a Direção Geral da Saúde, que é responsável pela emissão das diretrizes e orientações que os hospitais e restantes unidades de saúde devem seguir para se preparem para esta situação. Estaremos certamente preparados para reagir a qualquer

 

situação de emergência relacionada com esta infecção”, assegura João Ferreira, presidente da comissão executiva do Hospital de Vila Franca. Já em Alverca, tendo em conta que um filho da pessoa com infecção confirmada frequentava uma creche da Fundação CEBI, foram tomadas várias medidas preventivas, numa articulação entre a

 

instituição alverquense e a DGS. “A Fundação CEBI, de acordo com as orientações da Direção Geral da Saúde, implementou um Plano de Contingência com o objetivo de evitar a propagação do Covid-19 quer entre os seus trabalhadores, quer entre os seus alunos”, sublinha a CEBI, frisando que entre as principais medidas adoptadas

 

destacam-se a criação de três salas de isolamento destinadas aos alunos do Colégio José Álvaro Vidal e de uma sala destinada aos trabalhadores. “Serão resguardados nestas salas os alunos e trabalhadores que apresentem, de acordo com as recomendações da DGS, sinais e sintomas de febre, tosse, dificuldade respiratória, falta

 

de ar e cansaço fácil. A partir desta sala serão feitos os contatos com o serviço de saúde 24 pelo telefone 808 24 24 24”, explica a Fundação CEBI, em resposta ao Voz Ribatejana, sublinhando que “será dado conhecimento de imediato aos encarregados de educação de qualquer suspeita de infeção e colocação do seu educando na sala de

 

isolamento”. Caso isso aconteça, os casos suspeitos “permanecerão nos referidos espaços de isolamento até o serviço de saúde validar, ou não, a suspeição. Caso seja validada a suspeição de infeção, o aluno ou trabalhador será transportado para a unidade hospitalar de referência da zona”, acrescenta a CEBI, que apela aos

 

encarregados de educação para colaborarem com os professores, educadores e ajudantes de ação educativa “no sentido de informarem sobre eventuais contatos com outras pessoas, que tenham apresentado sintomas referidos ou se tenham deslocado recentemente ao estrangeiro”. A Fundação reforçou, também, a higienização dos

 

espaços de utilização comum e sublinha que a CEBI não registou até ao momento qualquer caso suspeito de infeção pelo vírus Covid entre os utentes das suas diversas valências, nem existe nenhum caso de suspeição junto dos seus trabalhadores. “Registou-se sim um caso de infeção num cidadão de Alverca, cujo filho frequenta a

 

creche do Colégio José Álvaro Vidal da Fundação. Naturalmente que a esposa e filho, por não ter sido diagnosticado qualquer infeção, mas, respeitando as orientações do serviço de saúde, ficaram sob vigilância na sua residência pelo período que se encontra determinado para estas situações”, conclui a CEBI.

 

Saiba mais na edição impressa de 11 de Março do Voz Ribatejana

 

Tags:

Partilhar no Facebook
Partilhar no Twitter
Please reload

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Please reload

Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site
Please reload

Contador de Visualizações

© 2017 por Voz Ribatejana. Todos os direitos reservados.

Informações

Voz Ribatejana - Quinzenário regional

Sede da Redacção e Administração: Centro Comercial da Mina, Loja 3 - Apartado 10040 / 2600-126 Vila Franca de Xira Telefone geral – 263 281329

Correio Electrónico: vozribatejana@gmail.com director.vozribatejana@gmail.com redaccao.vozribatejana@gmail.com comercial.vozribatejana@gmail.com
Proprietário: Jorge Humberto Perdigoto Talixa

Editor: Voz Ribatejana, Lda

Director: Jorge Talixa (carteira prof. 2126)

Editor Multimédia: Rui Miguel Ferreira Talixa

Redacção: Carla Ferreira (carteira prof. 2127), Joel Balsinha, Hugo Clarimundo, Jesus Lourenço, Hipólito Cabaço, Paula Gadelha (cart. prof 9865)

Área Administrativa e Comercial: Isabel Pinto, Júlio Pereira (93 88 50 664), Afonso Braz (93 66 45 773), Carlos Pinto (96 44 70 639)

Assinaturas: Portugal – 1 ano (24 números) 12 euros - Resto da Europa - 1 ano 40 euros Registo de Imprensa na ERC: 125978

Impressão: Coraze
Redacção: Centro Comercial da Mina, Loja 3 2600 Vila Franca de Xira - Telefone - 263 281 329 . Telemóvel - 96 50 40 300