• Jorge Talixa

Situação do CBEI dá novo protesto em Vila Franca


Trabalhadores e encarregados de educação do Centro de Bem-Estar Infantil (CBEI) concentram-se, ao fim da tarde desta quinta-feira, no largo da Câmara de Vila Franca de Xira, para uma vigília de protesto que visa voltar a chamar a atenção para os problemas da instituição. Já ontem, um grupo de funcionários do CBEI participou na

reunião pública da Câmara vila-franquense, apelando ao apoio da autarquia para a manutenção dos serviços e dos postos de trabalho. A vigília desta quinta-feira é promovida pelo Sindicato dos Professores da Grande Lisboa (SPGL), que acusa a direção do CBEI de “continua a não cumprir os seus deveres para com os

trabalhadores, apesar do financiamento que recebe das várias entidades”. A estrutura sindical sublinha que, apesar de estarem a passar por esta situação e de “só terem recebido 50% do vencimento referente ao mês de dezembro”, os trabalhadores “continuam a cumprir integralmente os seus deveres profissionais, mantendo a

qualidade dos serviços que prestam aos utentes”. A direcção do CBEI, recorde-se, tem explicado que diversas valências da instituição são, nesta altura, deficitárias e que aguarda um financiamento bancário para regularizar a situação com os 82 funcionários e reduzir as dívidas a fornecedores. Os responsáveis do CBEI alegam que a instituição

precisa de reorganizar os serviços, de modo a reduzir custos e gerar novas fontes de receita e diz ter uma estratégia definida nesse sentido. Já na quarta-feira, Sónia Oliveira falou em nome de um grupo de funcionários e dirigentes do CBEI e apelou ao apoio dos eleitos da Câmara. “Sabemos que a conjuntura nacional não é favorável para muitas

IPSS, sabemos que o município tem apoiado por diferentes formas a actividade da instituição. Solicitamos, por isso, uma reunião com a maior brevidade possível e que todos os presentes contribuam para que o amanhã seja melhor do que hoje”, referiu Sónia Oliveira. Alberto Mesquita admitiu que a Câmara está “muito preocupada com a

situação do CBEI” e garantiu que a autarquia está disponível para, dentro das suas possibilidades e competências, ajudar o CBEI, como já fez com outras instituições locais. O presidente da Câmara disponibilizou-se para marcar uma nova reunião com a direcção do CBEI e, eventualmente, para antecipar alguns pagamentos das refeições

escolares que adquire ao CBEI para tentar ajudar a instituição. Já Carlos Patrão, vereador do Bloco de Esquerda, concordou que a Câmara deve ajudar o CBEI, mas defendeu que as razões da actual situação do CBEI devem ser devidamente clarificadas.

Saiba mais nas edições impressas de 29 de Janeiro e 12 de Fevereiro do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações