• Jorge Talixa

Depressão provoca quedas de árvores e estruturas


(em actualização)

A Protecção Civil recomenda precauções redobradas aos portugueses, devido à passagem pelo território continental da depressão “Elsa” que, até domingo, vai provocar ventos fortes e chuva persistente. Na região, há registo de várias situações de queda de árvores e de estruturas, sem danos pessoais graves. De acordo com

informação do IPMA (Instituto Português do Mar e da Atmosfera), para as próximas 48 horas prevê-se, ainda, um quadro meteorológico adverso, com precipitação forte e persistente, vento nas terras altas e no litoral e agitação marítima forte na costa ocidental. A depressão Elsa afecta sobretudo os distritos do Norte, para onde estão

previstos ventos que podem atingir os 140 quilómetros por hora. Mas todo o País será atingido pelo mau tempo, especialmente na faixa litoral. Nas regiões de Lisboa, do Oeste e do Ribatejo há já registo de dezenas de situações de queda de árvores e de estruturas. Louriceira e Casal Pevide (concelho de Arruda); Alhandra (2), Alverca,

À-dos-Bispos, Póvoa de Santa Iria (2) e Vala do Carregado (concelho de Vila Franca); Carregado e Merceana (Alenquer), Samora Correia (Benavente) e Salvaterra de Magos, são alguns dos locais da região com ocorrências registadas. Por isso, a Protecção Civil recomenda à população que adopte uma condução defensiva, reduzindo a velocidade;

garanta a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais; não atravesse zonas inundadas; ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas; garanta uma adequada fixação de estruturas soltas e tenha especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas.

Saiba mais nas edições impressas de 20 de Dezembro e 03 de Janeiro do Voz Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações