• Jorge Talixa

Sorteios de cabazes de Natal dão processos-crime


A Divisão Policial de Vila Franca de Xira e o Serviço de Regulação e Inspecção de Jogos (SRIJ) efectuaram, no dia 7, uma operação conjunta de fiscalização no concelho de Vila Franca, que resultou na elaboração de dois processos-crime e no levantamento

de três autos de contraordenação, por “exploração de modalidades afins de jogo de fortuna ou azar sem autorização”. Em causa estava, de acordo com um comunicado da Divisão Policial de Vila Franca de Xira, a realização de um sorteio ilícito, conhecido vulgarmente por “Cabaz de Natal”. A operação visou a fiscalização de

estabelecimentos de restauração e bebidas do concelho de Vila Franca de Xira e resultou, também, na apreensão de diverso material, incluindo duas máquinas de jogo de fortuna ou azar (uma das máquinas possui jogo idêntico ao praticado nos casinos – roleta), outras duas máquinas de jogo, um ‘Cabaz de Natal’ com vários produtos

alimentares e bebidas, um cartaz com brindes e dinheiro “proveniente do jogo”. “A PSP conseguiu, assim, com a retirada desta máquina de um dos estabelecimentos referenciados, erradicar deste local alguns cidadãos que estavam referenciados por comportamentos dependentes e onde gastavam grande parte das suas poupanças.

Sublinhamos o nosso compromisso em continuar a acompanhar a venda e comercialização de produtos proibidos em estabelecimentos comerciais e a nossa total disponibilidade para em cooperação com a SRIJ, garantir uma resposta célere”, sustenta a Divisão Policial de Vila Franca de Xira.

Saiba mais na edição impressa de 13 de Novembro do Voz Ribatejana

Tags:

Contador de Visualizações