• Jorge Talixa

Petição quer manter hospital com gestão privada


Uma petição pública, colocada recentemente online, reclama a continuidade da parceria público-privada do Hospital de Vila Franca de Xira. Considerando que a decisão do Governo de não renovar o contrato “não vai de encontro com as necessidades da população”, o documento exige que sejam iniciadas negociações com o Grupo Mello, porque “tem estado a efectuar um serviço de qualidade”. Actualmente com cerca de 340 subscritores, a

petição sustenta que a população de Vila Franca de Xira “foi surpreendentemente apanhada com a saída do grupo Mello do Hospital de Vila Franca de Xira, que está prevista para Maio de 2021”. O documento diz que este novo hospital, inaugurado em Maio de 2013, envolveu um investimento de 108 milhões de euros e é “três vezes maior do que o antigo Hospital de Reynaldo dos Santos, entretanto desactivado”. “Tem capacidade anual para 16 mil

internamentos, oito mil cirurgias, 192 mil consultas externas, 104 mil urgências, 280 camas de internamento, nove salas do bloco operatório e 33 gabinetes de consulta externa”, prossegue a petição, lembrando que abriu com três novas especialidades: hemodiálise, infecciologia e psiquiatria. “Estes números no antigo Hospital não eram possíveis, além de que existiam valências que não estavam ao serviço da população do concelho de Vila Franca

de Xira”, acrescenta, considerando que os hospitais geridos pelo Grupo Mello têm estado entre os melhores em Portugal no que diz respeito à excelência clínica. “Este hospital não apresenta qualquer área ou especialidade com avaliação negativa. O que, para a instituição, é prova da "garantia de que os cuidados de saúde são prestados com qualidade e nas melhores condições de segurança para o doente", conclui a petição.

Saiba mais na edição impressa de 02 de Outubro do Voz Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações