• Jorge Talixa

Alverca vence dérbi júnior por 4-0


O dérbi entre Vilafranquense e Alverca a contar para a terceira jornada da Zona Sul da 1ª. Divisão Nacional de Juniores terminou com uma vitória clara dos alverquenses por 4-0. A equipa de Alverca revelou-se superior e desperdiçou várias oportunidades para marcar mais golos. O Vilafranquense lutou bastante, mas raramente criou perigo e ainda desperdiçou uma grande penalidade. As duas equipas do concelho de Vila Franca de Xira que disputam a 1ª. Divisão Nacional de Juniores defrontaram-se na tarde deste sábado, no Campo do Cevadeiro.

Uma partida a contar para a terceira jornada da primeira fase. O Vilafranquense partiu com três pontos e Alverca somava quatro. Mas a equipa alverquense entrou muito melhor no jogo e logo no primeiro minuto inaugurou o marcador. Uma falha defensiva da UDV permitiu um ataque rápido do Alverca pelo lado direito e o brasileiro Rian (já marcara frente ao Sporting) fez o 0-1. O Vilafranquense acusou o toque e só ao minuto 5 conseguiu criar algum

perigo, com um remate de longe de Pedro Matos. Tentava a equipa de Vila Franca segurar mais a bola e o Alverca apostava em ataques rápidos, muitas vezes perigosos. Foi assim que, ao minuto 18, os alverquenses conquistaram um livre perigoso e, depois, um pontapé de canto, que resultou no 0-2, convertido por Tomás Lacerda (ver foto). Quatro minutos depois, boa arrancada do Alverca pelo lado esquerdo, bola cruzada para a área e João Silva fez o

0-3. Com três golos de desvantagem a meio da primeira parte, tentou reagir o técnico de Vila Franca, Paulo Robles, com duas substituições de uma assentada. Melhorou um pouco o Vilafranquense, mas o Alverca continuava a mostrar-se mais consequente. A equipa alverquense tem bastantes jovens brasileiros no seu plantel e tem, claramente, melhores valores individuais do que o Vilafranquense. Isso mesmo se revelou no início da

segunda parte. A equipa de Vila Franca tentou reagir e atirou uma bola à trave, mas foi o Alverca a fazer o 0-4, desta vez numa grande-penalidade convertida por Gianluca (ver foto). Até final o jogo foi repartido, o Vilafranquense tentou por todos meios chegar ao golo, mas não teve sucesso. Ao minuto 88 beneficiou mesmo de uma grande-penalidade, mas o remate de Pedro Barbosa foi parado pelo guardião Leonardo Loureiro.

Saiba mais nas edições impressas de 21 de Agosto e de 04 de Setembro do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações