top of page
VozRibatejana.gif
CMB 252x115-2.jpg
Voz_Rib_178x66mm-01.jpg
  • Foto do escritorJorge Talixa

200 reclamam conclusão de obras na Avenida dos Combatentes


Um abaixo-assinado com 202 subscritores foi entregue, recentemente, na Junta de Vila Franca de Xira, reclamando a conclusão das obras realizadas na Avenida dos Combatentes, no centro da cidade vila-franquense. O documento, promovido pela CDU da Freguesia de Vila Franca, lamenta “os prejuízos causados pela obra inacabada nesta artéria da cidade” e exige medidas da Câmara e da Junta vila-franquenses. A edilidade de Vila Franca explica que foram programadas duas intervenções distintas. A primeira já foi concluída pelos SMAS e

envolveu a renovação de condutas. A segunda, da responsabilidade da Câmara, deverá avançar depois do Colete Encarnado. “A Câmara e os SMAS executaram uma obra de requalificação do saneamento básico da Avenida dos Combatentes da Grande Guerra, que durante mais de 3 meses impossibilitou o normal acesso dos seus moradores, comerciantes e população. Finalizadas as obras, em Março de 2019, a avenida foi reaberta e, apesar de todos os que ali vivem e trabalham terem sentido um alívio da tormenta que viveram, subsistem problemas que

urge resolver de imediato”, sustenta a CDU de Vila Franca de Xira, considerando “inaceitável o estado em que se encontram a avenida e os passeios, completamente destruídos, sendo inadmissível que permaneçam sem qualquer perspectiva de recuperação”, refere a estrutura local da coligação liderada pelo PCP. “Os moradores, os comerciantes, a população da freguesia e os que nos visitam têm direito de usufruir de uma avenida e de passeios

em condições”, prossegue a CDU. José António Oliveira, vice-presidente da Câmara de Vila Franca de Xira e responsável pelo pelouro das obras, explicou, por seu turno, ao Voz Ribatejana, que aquela obra foi dividida em duas partes. “A parte do saneamento e de água já foi executada pelos SMAS. E, agora, vem a parte da Câmara, com os passeios e o arranjo da rua. Essa empreitada irá ser executada brevemente. Não vai ser necessário voltar a

abrir valas, a nível do subsolo não é necessário fazer mais nada. Tivemos o cuidado de informar os moradores destas duas fases da obra”, garante José António Oliveira, que assegura que não estão em causa atrasos nos procedimentos, mas sim a necessidade de aguardar pela introdução do saldo de gerência de 2018 no orçamento municipal de 2019.

Saiba mais na Edição impressa de 19 de Junho do Voz Ribatejana

anuncio5.jpg
BRN3C2AF4C72910_038798-page-001_edited.jpg
Ver para topo quadrado ou sitio do Josal2.jpg
christmas-1089310_960_720_edited.jpg
Loja G Site VR-page-001.jpg
Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações

VOZ_ONLINE-178x66mm.jpg

VR Solidário

Colheita 16 de abril ESFC vs.jpg
bottom of page