• Jorge Talixa

Demolição de prédio ilegal vai melhorar trânsito na EN10


Os trabalhos de demolição de um edifício construído sem as devidas autorizações legais, há mais de 25 anos, na Verdelha de Baixo, começaram esta segunda-feira. A operação insere-se num projecto mais amplo de requalificação do troço da Estrada Nacional 10 que liga as freguesias de Alverca e do Forte da Casa. As obras permitirão desviar as vias de circulação para o lado de fora dos Padrões do Termo de Lisboa, salvaguardando estes monumentos classificados e criando espaços para passeios e ciclovias. De acordo com Alberto Mesquita, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, esta era uma situação que a autarquia pretendia resolver já há largos anos, tendo em conta que o edifício estava em situação de ilegalidade,

porque não cumpriu as regras de afastamento da ribeira da Verdelha e dos Padrões do Termo. Por outro, foi muito contestado por moradores vizinhos, uma vez que retirou visibilidade e exposição solar a vários prédios vizinhos. Depois do acordo obtido com o proprietário do imóvel, a Câmara adquiriu também uma pequena faixa do lado contrário da EN 10, de modo a que, no final das obras, o trânsito deixe de ser feito pelo meio dos Padrões do Termo e passe a circular pelas zonas laterais. Os padrões serão ladeados por uma área ajardinada, assegurando assim melhor a sua protecção. Os trabalhos de demolição deverão prolongar-se até final do ano. Por essa altura, segundo Alberto Mesquita, deverá avançar o projecto global de requalificação do troço da EN 10 entre o sul da Póvoa de Santa Iria e o sul de Alverca.

Um investimento de cerca de 5 milhões de euros, comparticipado por fundos comunitários. “Vamos requalificar todo este troço da Nacional 10, transformando-o numa grande avenida, moderna, com passeios, com ciclovia e preservando também estes Padrões do Termo”, frisou o edil, estimando que esta obra demore cerca de 18 meses e garantindo que a Câmara vai fazer tudo o que for possível para minimizar os transtornos na circulação já habitualmente congestionada na EN 10. Esta primeira fase de requalificação da EN 10 contempla uma rotunda no acesso à Avenida Ernest Solvay (Póvoa). A segunda fase, prevista até à zona da Ponte da Silveira (norte de Alverca), contempla mais duas rotundas.

Saiba mais na Edição Impressa de 31 de Outubro do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações