• Joel Balsinha

Populares apagam incêndio em mato no Sobralinho


Os bombeiros voluntários de Alverca e Alhandra, com dois veículos florestais e dez elementos, foram chamados para um incêndio em zona de mato no Sobralinho, durante a tarde de dia 5 de Outubro. O foco de incêndio era numa zona de resteva e mato existente nas proximidades da localidade, mas quando os bombeiros chegaram ao local já estava extinto com a ajuda de populares. Essas mesmas pessoas usaram o que tinham por perto para tentar impedir que as chamas se alastrassem a um canavial e conseguiram contê-lo e até mesmo apagar.

Os primeiros meios de combate a chegar foram os voluntários de Alhandra, logo depois apoiados pela corporação de Alverca, para efetuarem o rescaldo, visto que as cinzas teriam temperatura elevada no terreno onde ocorreu a ocorrência. Terminados os trabalhos, os ‘soldados da paz’ recolheram os materiais e regressaram a cada uma das suas instituições. A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou quase 550 incêndios entre 1 de Outubro e as 18h00 de sexta-feira. O fogo da serra de Sintra, já na madrugada de domingo, veio agravar estes dados.

A ANPC alerta a população para as condições atmosféricas desfavoráveis (vento moderado a forte) e para o risco elevado de incêndio nos próximos dias. O Governo prorrogou até 15 de Outubro o período crítico de incêndios, por causa das condições meteorológicas com temperaturas "com valores acima do que é padrão" e pouca probabilidade de precipitação, segundo divulgou o Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural. "Tendo em consideração as circunstâncias meteorológicas prováveis para a primeira quinzena de Outubro,

de temperaturas com valores acima do que é o padrão para a época, uma baixa probabilidade de ocorrência de precipitação e porque o território nacional se encontra em níveis elevados de valores de severidade meteorológica diária acumulada, prevê-se uma manutenção do risco de incêndio rural em níveis elevados. Face às condições supradescritas considera-se necessário continuar a adotar as medidas e ações especiais de prevenção de incêndios florestais, que decorrem durante o período crítico, no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta contra Incêndios", enunciou o despacho publicado pelo Gabinete do Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural.

Saiba mais nas edições impressas de 03 e de 17 de Outubro do Voz Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações