• Jorge Talixa

Obra de 2,3 milhões fecha requalificação ribeirinha na Póvoa


O Parque Ribeirinho Moinhos da Póvoa e a Ciclovia do Tejo foram inaugurados este sábado. Um investimento de 2,3 milhões de euros que conclui a requalificação da frente ribeirinha na zona sul do concelho de Vila Franca de Xira. O próximo objectivo é requalificar o troço entre Alverca e Sobralinho. Ao mesmo tempo, o município vila-franquense espera que os seus vizinhos de Loures e de Lisboa avancem com projectos semelhantes, de modo a permitir, nos próximos anos, a ligação ribeirinha ao Parque das Nações.

Na abertura da sessão inaugural, Alberto Mesquita, presidente da Câmara de Vila Franca, fez questão de salientar que este era, também, um momento de homenagem a João Quítalo, antigo presidente da Assembleia Municipal vila-franquense falecido na sexta-feira. No mesmo sentido foi a parte inicial da intervenção de Jorge Ribeiro, presidente da Junta da União de Freguesias da Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa. O funeral do antigo autarca, natural da Póvoa, realiza-se na manhã de segunda-feira para o crematório povoense.

João Teixeira, presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional de Lisboa e Vale do Tejo (CCDR-LVT), saudou o esforço que tem sido feito pela Câmara de Vila Franca na requalificação dos seus espaços ribeirinhos. Já Jorge Ribeiro frisou que “são os grandes projectos e os projectos estruturantes que ajudam a criar dinâmicas e a criar novas identidades. Já fomos uma freguesia quase totalmente de costas voltadas para o rio. Hoje somos uma freguesia que aproveita quase integralmente o seu rio. Mas continuamos a sonhar, sonhamos com

o dia em que possamos ir até ao Parque das Nações pelo caminho pedonal e pela ciclovia. Continuamos a sonhar”, reafirmou o autarca do PS. Alberto Mesquita lembrou que, há cinco anos, a Póvoa de Santa Iria viu nascer uma frente ribeirinha com dois novos parques urbanos que devolveram à população o contacto com o Tejo. “Hoje, com o Parque Ribeirinho Moinhos da Póvoa e a Ciclovia do Tejo, a Câmara dá mais um passo de grande importância na sua estratégia de requalificação da sua frente ribeirinha, que se estende por 22 quilómetros.

Este investimento de 2,3 milhões de euros traduz-se em mais 2 quilómetros de via pedonal e ciclável, que liga o Parque Linear até ao limite com o concelho de Loures. No futuro, esta ligação a Loures e Lisboa estou absolutamente convicto que vai ser uma realidade”, previu. O edil de Vila Franca de Xira explicou que este projecto tem, igualmente, uma componente de fomento da formação na área dos desportos náuticos. “Temos um espaço náutico que será cedido à secção náutica do União Atlético Povoense para a sua gestão.

Com esta decisão, a Câmara está a dar o seu contributo para o desenvolvimento dos desportos náuticos na zona sul do concelho. Estou certo que, de agora em diante, estas valências serão muito bem aproveitadas pela nossa população e por todos os que nos vierem visitar”, prosseguiu Alberto Mesquita, considerando que “o concelho de Vila Franca tem no Tejo uma das suas maiores riquezas, com grande potencial para o desenvolvimento turístico e cultural”. Para além da ciclovia e do caminho pedonal ribeirinho, a obra agora inaugurada na Póvoa de Santa Iria

engloba zonas de lazer, parque de estacionamento, marina, lagos (tanques) para a iniciação à canoagem e à vela, hangar para armazenamento de embarcações e instalações para a secção náutica do União Povoense.

Saiba mais na Edição impressa de 18 de Julho do Voz Ribatejana

Contador de Visualizações