• Jorge Talixa

Colete Encarnado tem mais animação e mais folclore


Alterações nos palcos de animação e o reforço das actuações dos grupos folclóricos do concelho, são as principais novidades da edição 2018 do Colete Encarnado, que decorre de sexta-feira a domingo. Joaquim Lopes da Silva é o campino homenageado nestes 86 anos da grande festa popular vila-franquense. Jorge Palma, Capitão Fausto e Cuca Roseta destacam-se na animação musical. São seis palcos espalhados pela cidade de Vila Franca de Xira, numa estrutura que tem, este ano, algumas alterações.

O habitual “Palco do Largo da Misericórdia” não vai existir, devido a questões associadas ao descanso dos utentes do vizinho lar de idosos. Será, nessa área da cidade, junto à Casa do Forcados, substituído por animação itinerante. Ao mesmo tempo, a Câmara vila-franquense retoma a tradição do “Palco do Jardim Municipal”, que estará mais vocacionado para o folclore da região. Outra alteração tem a ver com o “Palco do Adro”, cuja animação deixa de ser assegurada pela Junta de Freguesia e passa à responsabilidade da Câmara.

Por outro lado, a organização pretende reforçar também a animação no “Palco Mercado Municipal”. Nesta 86ª. edição do Colete Encarnado destacam-se, também, a homenagem e as diversas actividades com campinos centradas no sábado, as três largadas de toiros sempre muito concorridas; a noite da sardinha assada e a corrida de toiros da tarde de domingo. A Câmara vila-franquense reconhece que as obras em curso no Celeiro da Patriarcal condicionam um pouco o programa do Colete Encarnado e da Semana da Cultura Tauromáquica, mas sublinha que, em 2019, Vila Franca de Xira já terá um Celeiro da Patriarcal requalificado e modernizado.

“Tanto a Semana da Cultura Tauromáquica como o Colete Encarnado têm aspectos que se complementam e que são importantes, não só para a vida económica, que tem a ver também com o turismo, mas sobretudo para a afirmação da nossa cultura e da identidade vila-franquense. É, no fundo, a afirmação dos aspectos mais característicos do nosso concelho, ligados à vida do campo, aos cavalos, aos toiros e aos campinos”, sublinha Alberto Mesquita, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, frisando que foram introduzidas algumas alterações no programa, procurando ir de encontro às questões que são mais colocadas à organização.

“Vamos retomar o folclore no Jardim Municipal Constantino Palha, que é uma área em que nos têm feito alguns reparos, no sentido de que a cultura tradicional portuguesa muitas vezes tem estado afastada do programa, quando era uma prática do passado estes grupos actuarem no Jardim Municipal”, lembrou o edil, na conferência de imprensa de apresentação do programa. Por isso, o presidente da Câmara considera que Vila Franca de Xira vai ter “um Colete Encarnado com toda a dignidade para recebermos milhares e milhares de pessoas. É uma festa que celebra a cultura, a amizade e, sobretudo, a liberdade. É isso que acontece nestes três dias nas ruas de Vila Franca de Xira”, observou.

Saiba mais na Edição impressa de 4 de Julho do Voz Ribatejana

Tags:

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações