• Jorge Talixa

Arruda quer ter pólo da Escola Superior Agrária


Desenvolver um cluster agroindustrial que integre um pólo de ensino superior, laboratórios e uma incubadora de novas empresas, são objectivos da Câmara de Arruda, que motivaram a visita ao concelho de uma delegação da Escola Superior Agrária do Instituto Politécnico de Santarém (IPS). A base destes projectos poderá ser o edifício dos antigos Paços do Concelho, que a edilidade arrudense quer começar a recuperar em 2019.

Uma delegação do IPS visitou o concelho de Arruda no passado dia 9, no âmbito dos contactos que decorrem entre a Câmara arrudense e o Instituto escalabitano para a possibilidade de instalação neste concelho de um pólo/núcleo de formação da Escola Superior Agrária de Santarém. No âmbito do desenvolvimento de um cluster agroindustrial na região, a edilidade de Arruda dos Vinhos pretende iniciar, em 2019, uma obra de recuperação e adaptação do edifício dos antigos

Paços do Concelho (junto à igreja matriz) com o objetivo de proporcionar formação superior, criar uma incubadora para a vertente agroindustrial que inclua um laboratório específico e implementar um centro de inovação e tecnologia com ligação ao meio académico científico e tecnológico. Com estes projectos, a Câmara de Arruda acredita que será possível valorizar os recursos endógenos (nomeadamente a vinha, a carne, as hortícolas e o pão) e assim contribuir para a riqueza do tecido económico local”.

No dia 9 de Maio, a delegação da Escola Superior Agrária/Instituto Politécnico de Santarém visitou o antigo edifício dos Paços do Concelho onde, “depois das obras de requalificação que poderão ter início nos primeiros meses de 2019, ficarão instalados o laboratório, incubadora, centro de formação e centro de inovação e tecnologia”, sustenta a autarquia. A Quinta da Murzinheira, imóvel municipal com cerca de 30 hectares situado na freguesia de Arranhó, onde nasceu a escritora Irene Lisboa,

“deverá também integrar o projeto, permitindo a disponibilização de terrenos agrícolas para a implementação de projetos de âmbito agroindustrial”. Designado o Arruda Lab, o plano envolve, igualmente, os estabelecimentos de ensino do concelho, nomeadamente o Agrupamento de Escolas de Arruda dos Vinhos, o Externato João Alberto Faria e a Escola Profissional Gustave Eiffel, em vertentes como a formação de professores para o ensino das ciências e a possibilidade de aprofundamento de experiências com os alunos.

Saiba mais na edição impressa de 23 de Maio do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações