• Jorge Talixa

Memorial realça importância regional da antiga Mague


Um memorial que assinala o papel da indústria metalomecânica Mague na vida social e económica da região foi inaugurado, no sábado, em Alverca. Uma iniciativa sugerida por antigos funcionários da empresa que a Câmara de Vila Franca de Xira concretizou num ponto central da urbanização da Malva Rosa.

A cerimónia inaugural reuniu algumas dezenas de autarcas, dirigentes associativos e antigos funcionários da empresa, fundada em 1952 e extinta em 1994. A Mague foi uma empresa de referência nacional e internacional no sector da metalomecânica, destacando-se no fabrico de grandes estruturas para portos e para centrais de produção de energia. Chegou a empregar mais de 3000 trabalhadores.

No final da década de 80 foi adquirida pela ABB, multinacional de origem sueca, e acabou por encerrar já em 1994. No seu espaço foi, a partir de 1999, construída a urbanização da Malva Rosa. Carlos Gonçalves, presidente da Junta de Alverca, lembrou que quase todos os alverquenses têm alguma proximidade com trabalhadores da antiga Mague e que esta empresa contribuiu decisivamente para o desenvolvimento da freguesia e do concelho.

Já Alberto Mesquita, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, ele próprio antigo funcionário da Mague, sublinhou que esta empresa foi uma verdadeira “escola de vida” para muitos dos que ali trabalharam. “Daqui saíram dois presidentes de Câmara, muitos presidentes de junta e muitos presidentes de assembleia de freguesia. Isso deve-se à Mague, à convivência que nós tínhamos e à referência que a Mague foi para o concelho e para o

País”, observou o edil, realçando o facto de Serafina Rodrigues, antiga presidente da Junta de Alverca ter tido a preocupação de preservar o “lettering” que assinalava a portaria da empresa, facto que foi, depois, decisivo para que o memorial agora inaugurado fosse uma reprodução “exacta” do que ali existiu. “Este memorial tem também a intenção de homenagear todos aqueles que ajudaram a construir e a desenvolver a Mague”, concluiu Alberto Mesquita.

Saiba mais na edição impressa de 24 de Abril do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações