• Jorge Talixa

Grupo brasileiro quer concluir edifício “Bella Guarda”


O edifício “Bella Guarda”, que está há mais de uma década inacabado e abandonado na encosta situada entre a urbanização da Quinta da Grinja e a Escola Secundária Alves Redol, deverá avançar, em breve, para obras de conclusão. O imóvel pertencia a uma empresa imobiliária do grupo Montepio e foi, recentemente, adquirido por um grupo brasileiro, que o pretende concluir e comercializar.

O Voz Ribatejana sabe que o negócio envolverá cerca de 4, 5 milhões de euros e os investidores de origem brasileira deverão avançar, agora, para os pedidos de licenciamento camarário para a conclusão das obras. Em causa estão 75 fracções com uma boa localização, que poderão contribuir para animar a actividade imobiliária na área da cidade de Vila Franca de Xira.

Mas o edifício tem servido também para refúgio de mais de uma dezena de pessoas sem-abrigo, algumas das quais provenientes da antiga fábrica de descasque de arroz, que, com as obras previstas, terão que procurar outras alternativas. Alberto Mesquita, presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, disse, ao Voz Ribatejana, que “tem conhecimento da aquisição do edifício da ‘Bella Guarda’ por parte de um investidor, a qual está a ter desenvolvimentos positivos”.

O edil acrescenta que, neste âmbito, “já se realizaram reuniões exploratórias de caráter técnico para avaliar as alterações que são necessárias para a requalificação dos edifícios”. De acordo com Alberto Mesquita, a Câmara de Vila Franca “espera que aquele espaço, atualmente degradado, venha a ser recuperado, para benefício de todos quantos ali venham a residir e sobretudo para benefício da cidade”.

Saiba mais nas edições impressas de 28 de Março e 11 de Abril do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações