• Jorge Talixa

CTT garantem que não fecham estações em Vila Franca


Responsáveis regionais dos CTT asseguram que não está nos planos da empresa fechar qualquer uma das sete estações que tem a funcionar no concelho de Vila Franca de Xira. Os autarcas não se mostram tranquilos com esta garantia e a Câmara aprovou uma moção contra qualquer eventual encerramento. Em dia de greve na empresa, perto de 2000 pessoas manifestaram-se, esta sexta-feira, em Lisboa, contra o fecho de balcões dos correios.

A possibilidade de encerramento das estações de Correios de Alhandra, Castanheira e Forte da Casa, no concelho de Vila Franca de Xira, foi noticiada na terça-feira, com base em informação atribuída ao Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT).

Um director regional dos CTT desmentiu, no próprio dia, essa intenção e a directora comercial da região de Lisboa também já garantiu à Câmara vila-franquense que a informação não terá fundamento. Mas os autarcas locais não estão tranquilos e as juntas de Alhandra e da Castanheira distribuíram um comunicado onde “repudiam” qualquer desactivação destes serviços nos seus territórios.

Já na quarta-feira, o assunto foi abordado na reunião camarária de Vila Franca, com Regina Janeiro, vereadora da CDU, a apresentar uma proposta de moção contra o encerramento destas três estações de correios. “Defendemos em todas as circunstâncias o serviço público postal.

Repudiamos qualquer encerramento de estações de correios. Solicitamos uma imediata reunião da Câmara com a administração da empresa para reafirmar esta posição”, sublinha o documento apresentado por Regina Janeiro.

Alberto Mesquita, presidente da edilidade vila-franquense, observou que os eleitos do PS estavam de acordo com o teor da moção, que foi aprovada por unanimidade. O edil esteve, no mesmo dia, em contacto telefónico com a directora comercial sul dos CTT, que lhe afiançou que “as informações (encerramentos) são infundadas”.

De acordo com o presidente da Câmara, a responsável dos Correios disse que “não há, nem sabe de que modo essa informação chegou de encerramento de balcões no concelho de Vila Franca. Disse-lhe que é absolutamente natural que pessoas fiquem preocupadas.

É uma relação de confiança que existe e necessitam de trabalhar com os CTT. São preocupações legítimas, na medida em que está em causa um serviço muito importante para a população”, concluiu o presidente da Câmara.

Foto: Esquerda.net – António Cotrim

Saiba mais na edição impressa de 28 de Fevereiro do Voz Ribatejana

Leitura Recomendada
Procurar por Tags
Siga o Voz Ribatejana
  • Facebook - Black Circle
Facebook
  • YouTube - Black Circle
YouTube
Arquivo do Site

Contador de Visualizações